segunda-feira, 24 de março de 2008

Eu te amo

- Só queria dizer que te amo!
-Só?
- Sim.
- Tá dito. Que queres agora?
- Dizer novamente que te amo. E dizer sempre.
- Mais nada? cansanda dessa mesma frase, dita assim, tão blasé.
- Quero ainda mais uma vez dizer-te isso: te amo!
- OK.



DECISÃO FATAL:
Ela mais uma vez, blasé mais uma vez, one more time blasé, olha-se ao espelho e diz: I love, Jeaime, Ich liebe dich, Yo te amo, Io te voglio benne. Faz pose de boxer e pummmm, chuta o espelho com uma perna só, que se quebra em vários imensos múltiplos bipolares pedaços. Ela diz:
Happy now?

3 comentários:

Luci disse...

E, blasé ou não, com espelhos quebrados ou não, eu também quero dizer que te amo!!!

e agora, baby????

João Neto disse...

E de vez em quando é bom chutar o pau da barraca, ou o espelho, o que o que quer seja. O négocio é chutar!

Friendlyone disse...

"Ich liebe dich" - isso me fez lembrar uma amiga alemã - passou pela minha vida e "agapemente" deixou boas marcas... Por que será que as pessoas têm resistência em dizer isso umas para as outras? E por que às vezes quando tomamos a decisão de dizer parece que se torna meio banal? ....................... Uma certa vez eu disse a alguém: vou parar de dizer que te amo............. Chocou! Fez falta. Que bom, né?!

Quanta bobagem to dizendo hj!!! Sexta, né? Salve Ferris!