sábado, 13 de agosto de 2011


O que me falta descobrir?
Meu nome, aprendi.
Meu corpo fisico, sentei nele.
Minha mente, ando fazendo carinho nela.
Meu corpo sensual anda se divertindo.
Das muitas coisas que não sei, já’ perdi a curiosidade. Sobraram as mais simples e básicas.
As pessoas acham que me encaixo no momento em que estou mais me desencaixando. Estou vazando, liquido, sem limites. Escorrego na borda.
Me ater `a conversa? So’ por alguns minutos. Nos outros estou pensando sozinha em como as palavras da conversa me estimulam. Se não estimulam, levanto e vou embora.
Me apaixonava fácil. Ou sera’ que não me apaixonei de verdade ainda?
Isso ainda falta eu descobri.
Como se tivesse nascido agora.

4 comentários:

leila disse...

Não nasça!
Se for com o intuito de tirar essa dúvida, não!!!
Pense nas cores de esmaltes em suas unhas, passe em uma padaria, pegur um pão quentinho (sem miolo...rsr), Passe uma manteiga aviação e faça um café fresqueinho e depos, ..............
TRAGA ME O CINZEIRO!!!!!!!!!!!!!!

Letícia Palmeira disse...

Super muito bom. E não digo por sermos amigas. Digo porque é palpável, verdadeiro. É o que muitos sentem, mas não conseguem dizer.

Janaina disse...

Adorei! Identifiquei-me muuuito com este post!
Beijão, Camilla!

Anônimo disse...

Sempre voce, inconfundivel, imensuravel,incandescente, flamejante, desconcertante....Camilla sempre.