quinta-feira, 27 de março de 2008

Fui pra vida, volto quando der

- Corre, levanta, tá quase na hora do seu compromisso!
- Não aguento, tão cansada e nem sei por que.
- Ânimo, você tem mil coisas pra fazer, um monte de coisas pra acontecer.
- muito cansada mesmo.Meus braços, minhas pernas, parece que corri uma maratona.
- Mas você nem saiu de casa.
- Também não estou entendendo esse cansaço. Não consigo nem pensar.
- Isso ta me cheirando à preguiça. Levanta e vai pra vida.


DECISÃO FATAL:
Levantei e fui para vida. Fui ao banheiro, escovei os dentes, fechei a janela do quarto, pus uma camiseta velha e confortável, um par de meias para meus pés sempre frios, peguei um livro que não quero ler, só para ver as letras passarem e fui pra vida, dormi! Aqui também, dormi. Ando dormindo nos meus blogs.

4 comentários:

Luci disse...

Anda sonhando, menina...

João Neto disse...

Ei jornalista, acorda! Tenho uma amiga jornalista, que também é policial (veja só, dá para sofrer mais?) e a impressão que tenho é que vocês nunca dormem. E, se dormirem, estão sempre de olhos abertos para a vida...

Friendlyone disse...

Quem é a personagem? Camila? Se for se parece comigo. Nuss...

Beijo.

Friendlyone disse...

Quem é a personagem? Camila? Se for se parece comigo. Nuss...

Beijo.